Como precificar seus serviços de forma assertiva e com qualidade

Publicado em: 31 de Maio de 2016
Tag's: como, precificar, seus, servicos, forma, assertiva, qualidade
Preço. Se para o consumidor essa palavra já gera uma grande expectativa, imagina para o empresário ao começar o seu negócio. É comum algumas empresas precificarem seus serviços baseados em mão de obra e matéria prima, porém, será mesmo que é o ideal?

Para que o seu serviço tenha um preço que não espante o consumidor, ele deve enxergar primeiramente o valor em seu serviço, portanto, a qualidade do mesmo deve estar de acordo com a faixa de preço que você estabeleceu.

Caso você defina um preço muito alto e seu produto não transmita esse valor para o seu cliente, você poderá ter sérios problemas de escassez de clientes. Existem também casos onde o serviço é de ótima qualidade e o preço é muito baixo, gerando uma demanda muito grande e dificultando para a empresa manter a qualidade do serviço devido ao alto fluxo de procura e estrutura interna. Mas como fazer então uma precificação correta do meu serviço?

 

• Seja sincero

Talvez o ponto mais importante ao precificar o seu serviço seja a sinceridade. Sim, isso mesmo. Você deve se perguntar qual o nível de qualidade do seu serviço e ser bastante sincero quanto a isso para que você possa definir o preço com qualidade. Lembre-se que um produto de baixa qualidade não quer dizer que seja um produto ruim. Ele é apenas um produto destinado a um público de valor aquisitivo mais baixo.

• Faça uma pesquisa com seus concorrentes

Após ter feito essa avaliação com cautela, pesquise como os seus concorrentes diretos estão cobrando e faça uma comparação entre o seu serviço e os deles. Isso lhe dará uma base para que você possa definir um bom valor. Outra dica é não entrar em briga de preços, é importante saber que existe mercado para todo mundo e quem acaba perdendo com essas disputas são os dois estabelecimentos.

• Avalie o mercado

Além disso, também é importante avaliar o mercado atual e o quanto os clientes estão dispostos a pagar por esse serviço. Por mais simples que seja, uma boa dica é perguntar a conhecidos e familiares, receber uma opinião de quem está de fora do nosso meio é essencial para ter uma boa ideia de quanto cobrar.

• Se valorize

Existem casos onde a marca já possui uma certa autoridade no mercado, podendo assim causar aumento no valor estabelecido. Isso normalmente acontece com marcas que estão no topo do mercado e pode sim ser aplicado caso este seja o seu caso. Porém lembre-se que apenas a autoridade não justifica, uma marca se torna autoridade pela qualidade do serviço oferecido, estrutura, atendimento, etc. Por isso, tome cuidado ao optar por esse caminho.

• Seja justo

Não superfature o seu produto. Isso poderá causar uma péssima impressão para o seu cliente, estipule uma margem de lucro justa e que não seja abusiva. O pensamento ideal para qualquer prestador de serviços é apostar na rotatividade e fidelidade de seus clientes. Do que adianta receber um alto valor por determinado serviço sendo que o seu cliente nunca mais irá voltar, não é mesmo?!


Sobre a Vilesoft: A Vilesoft fornece soluções de gestão empresarial integrado - ERP/RH, há três décadas, é afiliada à ABF - Associação Brasileira de Franquias desde 2007. Mais informações sobre a Vilesoft podem ser encontradas no portal vilesoft.com

Categorias


Somos
Associados
Somos
Certificados

Acompanhe